"O POETA PREFERIDO DO JOVEM MÁRIO DE ANDRADE"

Mário de Andrade também já foi um garoto sonhador!

Sonhava em publicar seus poemas em livros. Seu poeta preferido era Vicente de Carvalho.


Vicente Augusto de Carvalho (Santos, 5 de abril de 1866 - Santos, 22 de abril de 1924)

Foi fazendeiro em Franca, entre 1896 e 1901, quando retornou a Santos e lá se estabeleceu como advogado.

Transferiu-se em 1907 para São Paulo, tendo sido nomeado juiz de direito no ano seguinte e, a partir de 1914, ministro do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Como jornalista, colaborou em vários jornais, como O Estado de S. Paulo e A Tribuna. Em 1889, fundou o Diário da Manhã, em Santos e, em 1905, O Jornal.

Serviu como redator das revistas Ideia e República. Tendo publicado verso, estreou na prosa numa polêmica com o poeta Dias da Rocha.

Em 1885 publicou seu primeiro livro Ardentias. Três anos depois veio Relicário (1888). Quando voltou a Santos, atuou no movimento abolicionista.


Por volta de 1914, Mário com seus dezenove para vinte anos, enviou seus poemas para Vicente "analisar e dar opiniões". "O poeta do Mar" como era conhecido, nunca respondeu as cartas do jovem Mário.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo